CASA COR Goiás 2018: urban jungle e design brasileiro em 43 ambientes para desacelerar


A Mostra Casa Cor Goiás 2018, em sua 22ª edição, veio com o conceito ‘A Casa Viva’. Segundo a diretora da marca, Livia Pedreira, a ideia é trazer novamente a casa como refúgio físico, mental e espiritual; a casa também é o espaço para restaurar sensações e pequenos prazeres como a celebração com a família e amigos, o ato de ler, contemplar e cozinhar. Por isso, a mostra propõe ambientes integrados, estimulando o convívio em detrimento do afastamento causado pela tecnologia e que dita a vida moderna. Outro aspecto fundamental da casa viva é a sua relação forte com a natureza, que marcou presença em inúmeros ambientes de várias formas e se mostrou um elemento fundamental.


O local escolhido para a Mostra esse ano foi o edifício multifuncional Órion Business & Health Complex, que na atualidade é o edifício mais alto do Brasil com 50 níveis e 190 metros de altura. Com arquitetura arrojada e tecnologia de ponta este edifício é tido como um complexo de negócios e bem-estar – contém em seu programa: hospital, consultórios médicos, escritórios, hotel e shopping. Devido a este uso multifuncional do edifício a mostra também traz alguns consultórios médicos e restaurantes.


Nesta edição da Casa Cor Goiás seguindo o conceito ‘Casa Viva’, a maioria dos 43 projetos desenvolvidos pelos 61 profissionais, seguiram o conceito Urban Jungle. O Urban Jungle, ou floresta urbana, é uma pequena selva cultivada dentro de casa, que mescla elementos decorativos, manuais e simples; são utilizadas muitas plantas de diferentes espécies, tamanhos, tonalidades e tipos de cuidado, que são escolhidas de acordo com o ambiente onde serão utilizadas.


Além de toda a vegetação exposta pela Casa Cor. As tendências do uso de tons de cinza, o concreto aparente e o cimentício, o dourado e o bronze continuam em alta nos metais e em detalhes do mobiliário, o mármore e a madeira também tem presença garantida.


Com a ideia do aconchego e do convívio familiar e social, foram utilizadas várias peças de designers brasileiros como: Oscar Niemeyer, Sergio Rodrigues, Zanini de Zanine, Jader Almeida, Jorge Zalszupin, Fabrício Roncca, o goiano Leo Romano, entre outros. Segue abaixo alguns ambientes que fizeram uso do design brasileiro.

Lobby de entrada e bilheteria

Duju Pâtisserie

Living 5

Lounge Órion

Restaurante

Fonte 1 - história Casa Cor Goiás e Fotos Ambientes

Fonte 2 - conceito Casa Viva

Fonte 3 - conceito Urban Jungle

Fonte 4 - Casa Cor Goiás e design brasileiro

Postagens Populares
Postagens Recentes