Uma casa na montanha que segue uma máxima da matemática


Os arquitetos do escritório Tsao & McKown criaram uma casa nas montanhas de Berkshire usando uma máxima da matemática presente em toda a natureza: a espiral de Fibonacci. Isso significa que a estrutura da casa segue o movimento espiral, criando ambientes de circulação fluida e prática. Os moradores podem subir tranquilamente pelos cômodos, começando pelas áreas de vivências do primeiro andar, até o ponto mais alto, uma torre acolhedora. Por conta dessa construção peculiar, a casa se integra perfeitamente à natureza. Com amplas janelas, todos os ambientes têm vistas diferentes e privilegiadas dos arredores rurais. O formato curioso também resultou em um quintal íntimo, que acomoda super bem jantares ao ar livre. No décor, o tema das montanhas prevalece -- a construção remete às casas de fazendas tradicionais do oeste de Massachusetts. Para criar esse clima, os arquitetos usaram vários materiais, como painéis de madeira e o granito de uma pedreira próxima, para brincar com texturas. A intenção é que cada revestimento envelheça de maneira diferente e crie um diálogo com a paisagem natural através do tempo.

Fonte: Casa Abril

Postagens Populares
Postagens Recentes
Arquivo
  • Instagram Limpa
Etiquetas

Deixe um comentário

Comente no Facebook

© 2015. Karla Oliveira Arquitetura e Interiores. ABD N.9777. Todos os direitos reservados.